iconBR DE EN CN ES RU
Image
Icon
Felipe | 14. agosto 2022

CS:GO – Imperial se despede de Peacemaker

No dia 12 de agosto, a Imperial Esports se despediu de seu treinador de CS:GO Luis Tadeu “Peacemaker”. Após 6 meses de trabalho, parece que a organização deseja buscar um novo companheiro. Principalmente para ajudar a equipe a ter um melhor desempenho no segundo semestre.

Mesmo com a conquista de um título online no começo da etapa, parece que os jogadores decidiram pela mudança. Além disso, Gabriel “FalleN” Toledo e o próprio Peacemaker comentaram a decisão no vídeo de despedida.

Elenco da Imperial Esports CSGO

Imagem: Imperial Esports

Mudanças no CS:GO para o segundo semestre

O treinador Peacemaker chegou junto com Fallen, Fernando “fer” Alvarenga e Lincoln “fnx” Lau para a criação do projeto “Last Dance”. Então, a intenção da equipe era montar um  time vitorioso para unir a comunidade brasileira de CS:GO novamente.

Após as polêmicas que separaram a MIBR em 2020, os brasileiros não tiveram muitos motivos para comemorar no jogo. Mesmo com a ascensão da FURIA Esports em alguns torneios, a equipe venceu apenas um torneio Tier S, a ESL Pro League 12 North America.

Então, a comunidade brasileira de CS:GO colocou muitas esperanças no projeto da Imperial Esports. Assim como, o começo parecia promissor, com vitórias e classificações para eventos internacionais.

Contudo, a equipe teve grandes dificuldades nos torneios de maior nível técnico, o que causou as mudanças para o segundo semestre. A primeira delas é a possível saída de fnx, que já confirmou que não estará com a Imperial no IEM do Rio de Janeiro.

Assim, ao que tudo indica, Marcelo “chelo” Cespedes é o nome com mais possibilidades de substituí-lo. Agora, a saída de Peacemaker chega oficialmente ao conhecimento público, mas ainda não existe nenhuma informação sobre o seu substituto.

Despedida de Peacemaker da Imperial

Em um post no Twitter oficial da Imperial, é possível ver o vídeo em que Fallen e o próprio Peacemaker comentam a decisão. A princípio, Fallen fala sobre a oportunidade de trabalhar com o coach de CS:GO para fazer o “Last Dance” uma realidade.

Mesmo assim, ele precisou batalhar para ser o treinador que os jogadores gostariam. Contudo, parece que esse objetivo não obteve sucesso. Dessa forma, os próprios jogadores decidiram pela saída de Peacemaker.

Leia também: Valorant – Como lidar com Chamber

Então, o treinador comenta que não esperava essa decisão e que ficou triste quando soube da notícia. Mesmo assim, destaca que sua passagem e o projeto obteve sucessos mesmo em meio às derrotas.

Como, por exemplo, a classificação para o IEM, mesmo que não esperassem por isso tão rapidamente. Dessa forma, acaba seu trabalho com a Imperial e ele deseja muito sucesso ao elenco de CS:GO.

Capa: Joao Ferreira / PGL