iconBR DE EN CN ES RU
Image
Icon
| 23. setembro 2022

Como ocelote atrapalhou a vida de zekken, da XSET de VALORANT

Quando o XSET não conseguiu garantir uma vaga na liga das Américas para a temporada VCT 2023, sua line up deveria ter uma nova casa que ainda permitiria que eles ficassem juntos.

Infelizmente, essa nova casa não se concretizou. A G2 Esports teve sua parceria na liga das Américas cancelada no último minuto, depois que o CEO Carlos “ocelote” Rodríguez postou um vídeo dele festejando com a persona non grata Andrew Tate.

Em primeiro momento, ocelote não assumiu erro

Mais tarde, ele respondeu o próprio vídeo, dizendo que ninguém tinha o direito de policiar suas amizades.

Tate tem um histórico de comentários extremos e misóginos e desde então foi banido de todas as principais plataformas de mídia social.

Valorant riot games banner capa Fragster

Imagem: Riot Games

Quando o vídeo de celote apareceu durante o Valorant Champions 2022, os executivos da Riot se reuniram em Istambul para discutir a situação. Quando as equipes parceiras foram anunciadas alguns dias depois, o G2 não estava em lugar nenhum.

Antes do fiasco envolvendo Tate, o G2 havia recebido uma luz verde em seu pedido de parceria, de acordo com o site estrangeiro The Washington Post.

Polêmica custou franquia da G2 e vaga para jogadores

A organização estava interessada em adquirir a XSET, a principal equipe norte-americana, atrás apenas da OpTic Gaming. No Champions 2022, a XSET ficou de 5º a 6º, uma exibição forte que os levou a derrotar os campeões da Fnatic e Masters Copenhagen, FunPlus Phoenix.

Tudo estaria bem se o G2 fosse aceito na liga, o que torna a mudança repentina de situação ainda mais difícil de engolir para os jogadores.

“Ter que explicar para minha mãe como Andrew Tate me custou um emprego não é onde eu pensei que estaria um mês atrás”, revelou Zachary “zekken” Patrone.

Os jogadores XSET agora podem explorar suas opções. Embora os jogadores esperem ainda serem escolhidos como cinco, eles podem acabar jogando por equipes diferentes, com apenas cinco organizações norte-americanas na liga.

Desde então, Ocelote pediu desculpas e está atualmente em licença não remunerada de oito semanas, mas parece que isso não foi suficiente para salvar o ponto de franquia do G2.

Os jogadores da G2 na EMEA, incluindo Oscar “mixwell” Cañellas, agora também são agentes livres restritos à medida que buscam novas oportunidades em 2023.

Foto de capa: Colin Young Wolff / Riot Games